Como vender um carro usado?

Para vender seu carro mais rapidamente
Para vender seu carro mais rapidamente e ganhar a capacidade de cobrar um preço mais alto, considere consertar pequenos problemas com seu carro.

Quando se trata de vender seu carro, você naturalmente deseja obter o máximo de dinheiro possível. Você pode trocar seu carro em uma concessionária ou fazer uma venda rápida em uma concessionária de carros usados, mas essas opções geralmente deixam você com muito menos do que o seu carro realmente vale. Vender um carro sozinho, no entanto, permite que você obtenha seu valor total. Esse método requer não apenas que você determine o valor real do seu carro, mas também que o anuncie e apresente aos compradores em potencial. Use as etapas a seguir para passar pelo processo de venda com facilidade.

Parte 1 de 3: determinação do valor do seu carro

  1. 1
    Determine o modelo exato do seu carro e sua quilometragem. A marca e o modelo do seu carro são fáceis de determinar simplesmente olhando para o exterior. No entanto, para avaliar adequadamente o seu carro, você também precisará do nome do pacote de acabamento e de quaisquer recursos opcionais presentes no carro. Você vai querer consultar os documentos fornecidos a você pelo revendedor, como o adesivo da janela original, para obter essas informações. Certifique-se de registrar também a quilometragem atual.
    • Por exemplo, não anunciaria o seu Audi A4 2008 simplesmente assim, mas sim como um Audi A4 Quattro Premium Plus 2008 Turbo de 2,0 litros com sistema de navegação, pacote S Sport e jantes de liga leve. Ser específico não só o ajudará a vender o carro, mas também a precificá-lo de maneira adequada.
    • Certifique-se de atualizar a quilometragem do seu carro se continuar a dirigi-lo enquanto estiver no mercado.
    DICA DE ESPECIALISTA

    É importante saber todas as informações básicas sobre o seu carro antes de vendê-lo. Antes de listar seu veículo, conheça todos os seus principais pontos de venda e tire boas fotos do interior e exterior. Também pode ser útil ter uma lista de equipamentos padrão e opcionais, que você pode encontrar no adesivo Monroney, se seu carro tiver um. Você também precisará do VIN, a quilometragem do veículo, quaisquer registros de manutenção e informações de garantia se o carro ainda estiver na garantia

  2. 2
    Avalie a condição do seu carro. Dê uma olhada honesta em seu veículo. É realmente como novo? Provavelmente, se você já foi proprietário do carro por um período significativo de tempo, ele apresenta algum desgaste. Seja franco consigo mesmo e faça uma avaliação do estado real do seu carro. Classifique-o em uma das categorias gerais: como novo, muito bom, bom, ruim ou muito ruim. Essa classificação condicional também é relativa a carros semelhantes da mesma idade, então dê uma olhada online em carros comparáveis e como eles estão listados para ter uma ideia melhor da verdadeira condição do seu carro.
    • Você também pode obter uma inspeção de seu veículo em um centro de serviço local. Eles podem informá-lo sobre quaisquer problemas com o carro e dar-lhe uma opinião experiente sobre o seu estado.
  3. 3
    Pesquise seu valor. Kelly Blue Book (KBB), NADA Guides e Edmunds são as principais organizações online que fornecem uma avaliação precisa do valor do seu carro com base em sua localização, condição do veículo, modelo do veículo e ano do modelo. Acesse esses sites e insira suas informações para obter um relatório sobre o valor estimado do seu carro. Insira o máximo de informações possível para obter uma estimativa precisa. Em seguida, use esse número como ponto de partida para definir o preço do seu carro.
  4. 4
    Procure veículos comparáveis vendidos em sua área. Acesse sites como Cars.com, Autotrader e Craigslist para pesquisar veículos semelhantes ao seu sendo vendidos em sua área. Isso lhe dará uma idéia de quaisquer diferenças regionais de preços que seu carro pode enfrentar. Compare os números que você encontrar com o valor estimado de KBB ou NADA. Certifique-se de olhar para carros com opções e quilometragem semelhantes, não apenas ano e modelo.
    Ser específico não só o ajudará a vender o carro
    Ser específico não só o ajudará a vender o carro, mas também a precificá-lo de maneira adequada.
  5. 5
    Compile seus históricos de manutenção e acidentes. Verifique se há recibos de manutenção do carro que você guardou. Reúna-os no mesmo local para fazer um registro da manutenção do carro que você pode mostrar aos compradores em potencial. Se eles virem que você fez a manutenção do carro de maneira adequada e regular, fazendo coisas como trocar o óleo com frequência, eles saberão que o carro está em boas condições.
    • Se você visitou o mesmo centro de serviço automotivo para fazer serviços ao longo dos anos, veja se eles podem imprimir um registro de suas visitas.
    • Como alternativa, você pode usar um serviço como o CarFax ou AutoCheck para obter o relatório do histórico do veículo do seu carro. Isso requer o seu número VIN e também uma taxa de cerca de 22€ ou 30€
  6. 6
    Avalie o seu carro de forma competitiva. O preço real que você define para o seu carro depende de várias variáveis. Comece com sua estimativa de KBB ou NADA avaliada e ajuste para cima ou para baixo para os carros comparáveis que você encontrou online. Adicione uma almofada sobre este preço se quiser negociar o preço de volta com seus compradores. Como alternativa, você pode colocar um preço mais baixo do que realmente vale a pena, se quiser fazer uma venda rápida.
    • Você pode colocar o preço do seu carro mais caro se ele estiver em excelente forma para o seu tempo, se tiver sido muito bem cuidado ou tiver tido peças importantes substituídas recentemente.
    • Abaixe o preço do seu carro se ele apresentar danos significativos por acidente ou se precisar de conserto.

Parte 2 de 3: preparando seu carro para venda

  1. 1
    Tenha o carro detalhado profissionalmente. Faça o carro parecer um carro que você gostaria de comprar. A menos que o seu carro seja muito barato, pode ser sensato gastar até 75€ para que o seu carro seja detalhado profissionalmente. Você provavelmente receberá esse dinheiro de volta quando o comprador estiver disposto a pagar mais por seu carro com aparência mais limpa. Se você optar por limpá-lo sozinho, certifique-se de limpar todas as partes do carro, incluindo:
    • Lavar e encerar o exterior.
    • Lavar rodas e pneus e tratá-los com brilho especializado de pneus e rodas.
    • Lavar quaisquer assentos de pano ou tapetes.
    • Aspirando todas as partes do interior.
    • Limpando os cinzeiros.
    • Lavando todas as janelas.
    • Aplicação de limpador de couro em assentos de couro e volante.
  2. 2
    Repare pequenos danos. Ninguém quer comprar um carro que precise ser consertado imediatamente. Para vender seu carro mais rapidamente e ganhar a capacidade de cobrar um preço mais alto, considere consertar pequenos problemas com seu carro. Procure por pequenas lascas de tinta, amassados, amassados e rachaduras ou lascas no pára-brisa. Repare quaisquer lascas no pára-brisa se estiver danificado ou substitua-o se não for suficiente. Contrate um especialista para tirar as mossas e mossas no corpo. Ao reparar esses problemas agora, você evita o problema em que um comprador tenta reduzir o preço devido ao custo dos reparos. A ideia aqui é que você gaste dinheiro agora para obter mais retorno do seu carro quando ele for vendido.
  3. 3
    Mande reparar o carro. Sempre troque o óleo do seu carro e verifique os níveis de fluido antes de tentar vendê-lo. Esta é uma forma relativamente barata de preparar o seu veículo para venda.
  4. 4
    Substitua as peças mais baratas. Algumas pequenas substituições podem fazer uma grande diferença na aparência do seu carro e na visualização dos compradores em potencial. Por exemplo, se você tiver lentes de luz quebradas em seu carro, deve substituí-las. Isso melhora drasticamente a aparência do seu veículo. Além disso, se seus pneus ou freios estiverem visivelmente em más condições, pense em substituí-los também. Eles podem ser caros, mas podem representar uma diferença de milhares de dólares no preço de venda do carro.
    • Você também pode obter as lentes de luz polidas e ficarem como novas por cerca de 37€. Isso é mais barato do que substituí-las.
  5. 5
    Remova as modificações. Isso fica a seu critério, mas considere a remoção de quaisquer modificações que você tenha feito para personalizar seu veículo. Por exemplo, você pode ter adicionado um spoiler e substituído seus faróis por luzes LED. Essas mudanças podem prejudicar ou aumentar suas chances de conseguir um bom preço pelo seu veículo, dependendo do comprador. A melhor coisa a fazer se você não tiver certeza se isso ajudará ou não sua venda é removê-los e retornar o veículo ao estado de estoque.
    Pode ser aconselhável gastar até 75€ para que o seu carro seja detalhado profissionalmente
    A menos que o seu carro seja muito barato, pode ser aconselhável gastar até 75€ para que o seu carro seja detalhado profissionalmente.
  6. 6
    Reúna sua papelada. Para vender seu veículo em particular, você precisará de toda a documentação necessária para cumprir os requisitos do DMV. Documentos relevantes incluem qualquer coisa que trate da propriedade ou condição do veículo. Também pode ser necessário criar certos documentos de acordo com as diretrizes do DMV. Verifique com o escritório de DMV local se não tiver certeza de quais documentos você precisa ou onde obtê-los. Em geral, você precisará de:
    • O título do veículo.
    • Registros de manutenção.
    • Uma nota fiscal de venda.
    • Uma liberação de responsabilidade.
    • Documentos de garantia (se o seu veículo ainda estiver na garantia).
    • Documentação do estado em que se encontra.

Parte 3 de 3: encontrar um comprador

  1. 1
    Tire boas fotos do seu carro. Depois de limpar o carro e fazer as substituições ou reparos, escolha um dia ensolarado para tirar algumas fotos do seu carro. Se você tiver uma câmera real, use-a, mas é provável que seu smartphone funcione bem. Você vai querer imagens nítidas e niveladas de vários lados do exterior e do interior do seu carro. Algumas fotos para focar incluem:
    • A parte externa frontal, traseira e laterais.
    • Os bancos dianteiros e traseiros internos, porta-malas, painéis e tapetes.
    • Rodas e pneus.
    • Sob o capô.
  2. 2
    Faça um anúncio do seu carro. Você pode fazer isso no Microsoft Word, Publisher ou qualquer outro programa semelhante. Adicione algumas das melhores fotos do carro no topo. Liste como entrar em contato com você e informações básicas como preço pedido, modelo, ano do modelo, quilometragem e quaisquer recursos ou atributos atraentes. Você também pode desejar incluir o número VIN dos veículos, condição, histórico de manutenção, número de proprietários ou histórico de acidentes.
    • Coloque guias na parte inferior do anúncio com seu número de telefone para que as pessoas possam extraí-los e entrar em contato com você.
    • Inclua por que você está vendendo o carro.
    • Indique se o preço é ou não final, negociável ou aberto a ofertas.
  3. 3
    Anuncie seu carro nos sites aplicáveis. Publique seu anúncio online. Certifique-se de adicionar todas as suas fotos também. Você pode postar este anúncio em muitos sites diferentes, de sites específicos de automóveis, como eBay Motors e Cars.com, a sites mais generalizados, como Craigslist e Facebook. Certifique-se de incluir informações de contato, como um número de telefone ou endereço de e-mail.
    • Sites específicos para carros, como Autotrader, eBay Motors e Cars.com, irão ajudá-lo a alcançar um público muito maior do que o Facebook ou Craigslist. Essa deve ser sua primeira escolha para vender carros mais raros ou de alto valor.
    • Como alternativa, o Craigslist e o Facebook permitirão que você mantenha seu público principalmente em sua área, facilitando os encontros com compradores em potencial. Eles também costumam ser os melhores sites para postar carros de baixo valor ou muito usados.
    • Você pode procurar grupos locais de "venda de garagem" no Facebook e publicar seu anúncio lá.
    • Publique o anúncio em seu próprio site, se tiver um.
  4. 4
    Use sua rede social pessoal. Diga a seus amigos, colegas de trabalho e parentes que você está vendendo seu carro. Talvez eles queiram comprar ou conheçam alguém procurando por um carro. Você também pode criar uma postagem no Facebook para o seu carro e depois pedir aos amigos para compartilharem o link com suas redes.
  5. 5
    Coloque uma placa de "à venda" em seu carro. Você pode então continuar a dirigir o carro ou deixá-lo em sua propriedade, com vista para a estrada, para que os transeuntes possam vê-lo. Certifique-se de incluir informações de contato, como um número de telefone, na placa.
  6. 6
    Reúna-se com compradores em potencial. Exponha as vantagens do seu veículo e minimize quaisquer problemas. Tente contar uma história que justifique o preço do seu carro. Negocie um preço com o qual ambos concordem. Pode ser uma boa ideia determinar o menor valor que você aceitaria pelo carro e limitar-se a esse preço.
    • Comece com um preço mais alto do que o que você estaria realisticamente disposto a pagar pelo carro (talvez 20 a 30 por cento a mais) e negocie a partir daí, se necessário.
    • Leia como negociar se você não estiver familiarizado com as táticas de negociação.
    Você pode trocar seu carro em uma concessionária ou fazer uma venda rápida em uma concessionária de carros
    Você pode trocar seu carro em uma concessionária ou fazer uma venda rápida em uma concessionária de carros usados, mas essas opções geralmente deixam você com muito menos do que o seu carro realmente vale.
  7. 7
    Esteja seguro ao permitir que os compradores em potencial testem o carro. Na maioria das vezes, os compradores desejam dirigir o carro sozinhos antes de comprar. Você pode reduzir o risco de algo dar errado seguindo algumas diretrizes simples. Em primeiro lugar, peça sempre ao comprador para trazer uma fotocópia da carteira de habilitação. Se não o fizerem, peça para ver e anote o número da carteira de motorista, endereço e número de telefone. Em seguida, seja claro sobre quanto tempo você está permitindo que eles façam um test drive com o carro. Além disso, certifique-se de sempre acompanhar o comprador no test drive.
    • Você pode verificar sua cobertura de seguro antes de permitir test drives. A maioria das apólices cobre acidentes quando outro motorista está dirigindo seu veículo, mas algumas não.
  8. 8
    Faça da segurança uma prioridade ao organizar a transação. Siga as diretrizes de segurança ao encontrar e trocar dinheiro e documentos com os compradores. Para evitar fraudes, pergunte antecipadamente o nome completo do comprador potencial. Você também deve esclarecer os tipos de pagamento que aceitará. Normalmente, é uma boa ideia evitar ordens de pagamento e cheques pessoais, e você nunca deve aceitar ofertas de reembolso mensal (não há garantia de que o comprador continuará a pagar a você).
    • Ao marcar uma reunião, certifique-se de encontrá-lo em um local público com câmeras de segurança, se possível.
    • Se você decidir aceitar um cheque pessoal, encontre o comprador fora de seu banco e não entregue as chaves até que você tenha entrado e confirmado que ele tem os fundos para pagar o carro.
    • É mais seguro e fácil simplesmente aceitar dinheiro pelo veículo.
  9. 9
    Finalize a venda. Para realmente vender o carro, você terá que preencher a documentação adequada com o comprador e o DMV. Comece preenchendo a Nota Fiscal com as informações do comprador e a data. Em seguida, assine o título do carro após receber o pagamento. Envie qualquer papelada adicional que seu estado exija, como uma isenção de responsabilidade. Forneça os registros de manutenção ao comprador (com suas informações pessoais apagadas) e os documentos de garantia, se os tiver. Por fim, retire o veículo do seguro.
    DICA DE ESPECIALISTA

    Forneça ao comprador a papelada adequada. Ao finalizar a venda, dê ao novo proprietário um documento "no estado em que se encontra" e certifique-se de que ambas as partes o assinem. Além disso, forneça uma nota fiscal, que servirá como recibo do veículo.

Documentos úteis

Pontas

  • Não venda seu carro para a primeira pessoa que vier bater. Certifique-se de ficar perto do preço desejado ao negociar.
  • Seja paciente, o comprador certo virá.

Avisos

  • Tenha cuidado onde e como você publica informações de contato privadas e sempre verifique se seus clientes estão legitimamente interessados no veículo.

Perguntas e respostas

  • O que eu preciso do vendedor?
    Você precisa de uma nota fiscal, um título e quaisquer liberações de garantia exigidas antes de comprar o carro.

Artigos relacionados
  1. Como lixo um carro?
  2. Como trocar a bateria de um carro?
  3. Como configurar um sistema de som simples de um microfone?
  4. Como remover insetos, alcatrão e seiva de seu carro
  5. Como fazer um tratamento de choque de ozônio em um veículo?
  6. Como substituir uma correia serpentina?
Este site usa cookies para analisar o tráfego e para personalização de anúncios. Ao continuar a navegar neste site, você indica que aceita o uso de cookies. Para mais informações visite nossa Política de Privacidade.
FacebookTwitterInstagramPinterestLinkedInGoogle+YoutubeRedditDribbbleBehanceGithubCodePenWhatsappEmail